Eleições 2010 – nunca mais votarei no Beto Richa!

Beto Richa é um homem público de muito respeito, admirado e venerado por eleitores de todas as partes. O atual candidato do PSDB  ao governo do estado foi prefeito de Curitiba entre 2005 e o início de 2010, quando renunciou ao cargo para tentar a sorte em mais uma empreitada sem rumo.

Richa foi eleito em 2004, e reeleito em 2008 com votação expressiva: venceu o pleito no primeiro turno conquistando 77% dos votos válidos. Recentemente, sua gestão recebeu 80% de aprovação dos eleitores curitibandos em uma pesquisa realizada pelo IBOPE.

Eu confesso que votei no Beto nas eleições passadas, e não me arrependo. Naquele contexto, não havia outra opção. Ele fazia um trabalho excelente, uma campanha exemplar, e mereceu a vitória naquelas eleições. Mas minha objeção diz respeito ao fato de ter abandonado o cargo. Não gosto de candidatos que fazem trampolim político. Quem é eleito para um determinado mandato, precisa cumpri-lo até o final como f0rma de retribuir a confiança do eleitorado.

Não é preciso se esforçar muito para saber a diferença que existe entre administrar uma cidade e gerenciar um estado inteiro. Nas eleições de 2002, Beto já havia se candidatado ao governo do estado. No pleito seguinte, foi eleito prefeito de Curitiba. Agora, renunciou ao mandato para uma nova tentativa em busca do cargo no Palácio Iguaçu.

No Amazonas, o candidato Amazonino Mendes entrou no mesmo barco, e o resultado foi desastroso. Desde a década de 80, ele se candidatava em todas as eleições, sempre a um cargo diferente, e nunca cumpria seu mandato até o final. Até que o povo percebeu sua falta de comprometimento, e desde 2002 ele não vence uma eleição.

O Beto está indo pelo mesmo caminho. Ele mesmo sabe, e afirmou certa vez que iria “se queimar” com a troca de cargos.

Torço pela derrota do Beto nas eleições deste ano. Com sua atitude, ele perdeu o meu voto e a minha confiança.

Deixe um comentário